13 de setembro de 2017

Ano novo, vida praticamente igual

Resultado de imagem para relógio
















Abri o mail institucional (pomposo nome) e vejo que, infelizmente, não fora esquecida: lá estava a calendarização das actividades para este novo ano. Ainda pensei ignorá-la, que eu cá não gosto nada que me calendarizem, mas para não melindrar ninguém, lá abri o dito documento e vá de apontar reuniões.
Confesso que fico sempre muito nervosa com o início do ano lectivo, depois continuo nervosa, mas mais. Assim, com borboletas invisíveis a esvoaçarem-me na barriga, lá fui para a primeira do ano.
Entrei na sala de professores, na esperança de encontrar alguma alminha a quem eu pudesse, ao entrar na sala da reunião, atribuir a razão do meu atraso. Nada. Só as senhoras funcionárias, que me garantiram que não havia qualquer reunião marcada para aquele dia, e para me convencerem até foram chamar a D.ª F., a chefe. Ninguém me demovia, e para lhes mostrar que sei muito bem o que ando a fazer, fiz-lhes logo ver :
- Então, 5 de setembro, às 9:30!
- Professora, hoje é dia 4!
Descansei logo! é que, para além de não estar atrasada, estava na escola com 24h de antecedência.
Chama-se dedicação e competência, senhores (as) leitores (as). 

Ou destrambelho...

Sem comentários:

Enviar um comentário